segunda-feira, 22 de agosto de 2011

POLÊMICA Nº 02 - AGOSTO 2011

EX? ...EX DE QUÊ?


Reverendo Dr. José Kennedy de Freitas Ph.D - Bispo Eleito
Sacerdote Anglicano, Reitor da Missão Anglicana São Paulo, Apóstolo no Centro-Oeste


Texto base: Será que há algo melhor para nós do que sermos entregues aos cuidados do Espírito Santo?
Outro dia recebi e-mails de uma ex-padre e de uma ex-pastor evangélico, ambos me contando como estão descobrindo a grandeza de uma vida transformada por se entregarem ao Espírito Santo. Você sabe o que significa ser ex-alguma coisa?
Na Bíblia Sagrada, São Paulo diz que “Aquele que está em Cristo é nova criação; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas” (II Coríntios 5:17); e o mesmo pode ser lido na Bíblia de Edição Católica Romana: “Todo aquele que está em Cristo, é nova criatura. Passou o que era velho; eis que tudo se fez novo” (II Coríntios 5:17).
Há alguma diferença na condição delas hoje, devido ao fato de terem sido evangélicos ou católicos? Claro que não! E é justamente isso que desejo compartilhar comvocê neste artigo. O que Cristo Jesus fez para um, Ele fez para todos, pois Deus diz: “Chamarei povo meu o que não era meu povo, e, amada a que não era amada; e no lugar em que se lhes disse: Vós não sois meu povo; ali mesmo serão chamados filhos do Deus vivo” (Romanos 9:25,26). E disse ainda Deus: “Fui buscado dos que não perguntavam por mim; fui achado daqueles que não me buscavam; a um povo que não se chamava do meu nome eu disse: Eis-me aqui, eis-me aqui” (Isaías 65:1).


Não importa o que os outros acham de você, irmão, o importante é o que Deus diz a seu respeito. Por isso eu pergunto: como você está em Deus?

Você quer saber como eu estou? No princípio, eu estava machucado, semi-morto, segundo a Parábola do Bom Samaritano (Lucas 10:28-35). O meu Bom Samaritano – Jesus –, me encontrando semi-morto à beira da estrada da vida, - aproximou-se e teve compaixão de mim. Ele mesmo “pensou-me os ferimentos”, e lhes aplicou óleo e vinho, de modo que agora vivo no espírito da Vida dEle, como afirmou Paulo: “Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, porque a lei (condição) do Espírito da Vida em Cristo Jesus me livrou da lei (condição) do pecado e da morte” (Romanos 8:1,2). Então Ele me levou para a hospedaria da ressurreição, e recomendou ao hospedeiro – o Espírito Santo – que cuidasse bem de Bernard . . . até que Ele volte (Lucas 10:35). Será que uma pessoa que foi encontrada semi-morta, largada por todos, pode querer algo melhor do que isso?

E você, você também estava semi-morto, como eu? Você tem recebido dEle o óleo e vinho da vida no Espírito Santo? Você está descansando na hospedaria aprendendo do Espírito Santo, descobrindo dia após dia que “Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que O amam Mas Deus no-lo revelou pelo Espírito, (...)”, pois “Nós não temos recebido o espírito do mundo, e, sim, o Espírito que vem de Deus, para que conheçamos o que por Deus nos foi dado gratuitamente” (1 Coríntios 2:9,10,12). Deus cuida de você, pois Ele sabe que você ainda tem muito a descobrir sobre a vida que Jesus te deu; e não há ninguém que possa ensinar a não ser o Espírito Santo – o grande hospedeiro que veio do Céu! Por isso o apóstolo João disse: “Quanto a vós outros, a unção que dEle recebestes permanece em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina a respeito de todas as coisas, e é verdadeira, e não é falsa, permanecei nEle, como também ela vos ensinou” (1João 2:27). Observe ainda que o ‘homem salvo’ não tinha de pagar nada ao hospedeiro, pois o próprio Bom Samaritano – Jesus – pagou tudo. Será que há algo melhor para nós do que sermos entregues aos cuidados do Espírito Santo?

Do mesmo modo que sou um “ex-abandonado”, sou também uma ‘ex-ovelha perdida’, exatamente como Jesus contou na Parábola (Lucas 15:3-7). E o que mais me impressiona nessa parábola é o trecho que diz que quando Ele – Jesus, que deu tudo – encontra a ovelha, “põe-na sobre os ombros, cheio de júbilo”(v.5). Quando Jesus me achou naquele lugar estranho, totalmente abandonado, eu senti uma alegria e um alívio indescritíveis; mas eu não imaginava que Ele podia sentir-se alegre por ter me encontrado. Será que eu sou de tamanha importância para Ele que... ? Ele me pôs sobre os ombros e seguiu para casa. Será que estou entendendo isso direito? Eu sou de tamanho valor para Jesus que Ele me coloca sobre os ombros para levar-me para o céu? É isso que conta a parábola. E eu – a ovelha perdida – nem sequer pedi que Ele me tratasse com tamanho carinho; eu teria ficado satisfeito se Ele tivesse simplesmente me mostrado o caminho de volta, mas Ele fez mais, Ele me levou consigo. Como o apóstolo Pedro disse: “Cristo morreu, uma única vez, pelos pecados, o justo pelos injustos, para conduzir-vos a Deus; morto, sim, na carne (em nosso lugar) mas vivificado no espírito (a condição dEle)” (1 Pedro 3:18). Aquele que me encontrou sabia que, se me deixasse só, eu me perderia de novo, e por isso Ele tomou conta de mim. E veja você, Ele faz isso “com júbilo”, de modo que eu sinto no meu próprio espírito a alegria dEle por ter recuperado sua ovelha. Em nenhum momento Ele me coloca no chão e me diz: ande sozinho, com suas próprias forças. Tudo isso porque Ele me ama! E você, está descansando sobre os ombros do seu Salvador? Será que você tem plena consciência do que você representa para Ele? O profeta Isaías disse que você é o motivo da alegria de Jesus, pois “Ele verá o fruto do penoso trabalho de Sua alma – você – e ficará satisfeito” (Isaías 53:11). O trabalho dEle foi bem feito, ou, como Ele disse dos doze discípulos: “Nenhum deles se perdeu, exceto o filho da perdição” (João 17:12), pois Judas ‘não quis permanecer aos cuidados do Mestre’. E observe ainda o que Jesus disse na parábola: “Indo para casa, reúne os amigos e vizinhos, dizendo-lhes: Alegrai-vos comigo, porque já achei a minha ovelha perdida” (Lc.15:6). Se você é uma ex-ovelha perdida, fique sabendo que você será a razão da Alegria de Deus no céu para todo o sempre. Porque? “Porque este – que achou você – continua para sempre e por isso pode salvar totalmente os que por Ele se chegam a Deus (sobre os ombros dEle), vivendo sempre para interceder por eles” (Hebreus 7:24,25).

Sabe, irmão, é tão bom estar em Deus dessa maneira. Dia após dia, somos transformados pela Palavra e pelo Espírito Santo. Procuro incentivar todos a se entregaram continuamente ao Espírito Santo, para que descubram a realidade e a grandeza de sermos “ressuscitados juntamente com Cristo” (Colossenses 3:1), pois “Para viver livres foi que Cristo nos libertou” (Gálatas 5:1). Testifico pessoalmente que estou descobrindo, a cada dia, a riqueza de ser ‘ex-semi-morto’ e ‘ex-ovelha perdida’, na medida em que presto atenção no que o Espírito Santo me ensina no íntimo.

Nenhum comentário: